Trader vs. Máquina: Os HFTs e Você

Trader vs. Máquina: Os HFTs e Você

Há muita mística em torno do tópico de algoritmos e High Frequency Trading (HFT ).

Na verdade, isso é usado pelos traders como a “razão da semana” para eles perderem dinheiro e fornecedores inescrupulosos que afirmam ser capazes de dar aos traders uma “vantagem sobre os ‘algos’ (algoritmos)” ou “ver o que os ‘algos’ estão fazendo”.

Neste artigo, vamos dar uma olhada objetiva nesta forma de negociação e como ela pode ou não afetar sua própria negociação.

Em suma – você está em risco por causa dos HFTs / Algoritmos?

O Seu Trading

Primeiro de tudo, vamos considerar como a maioria dos traders de varejo negocia.

De um modo geral, os traders de varejo estão negociando “posições definitivas”. Isso significa que eles entram em uma posição em um único instrumento e compram com a intenção de vender a um preço mais alto, ou vendem (short), na esperança de comprar a um preço mais baixo.

É uma posição direcional, tomando uma opinião sobre o caminho que o mercado pode seguir. A duração do trade varia de trader para trader, de segundos a anos. O instrumento também pode variar, da negociação do próprio instrumento ou de um derivativo desse mercado (por exemplo, opções, futuros).

Negociação Algorítmica

O trading algorítmico abrange muitos estilos diferentes de negociação.

Há alguns anos, vi uma estatística de que 70% de todas as negociações foram algorítmicas. Isso evoca imagens de “guerras robotizadas” estilo “Skynet” (Exterminador do Futuro) e o pobre público de Joe sendo deixado na poeira porque ele é muito lento.

Na época em que esse número de 70% estava sendo anunciado, havia algo muito interessante acontecendo com o Citibank, ou melhor, as ações do Citibank. As ações estavam sendo negociadas a pouco mais de US$ 3.Em um dia comum, 300 milhões a 1 bilhão de ações seriam negociadas e o preço passaria de 4 a 6 centavos de dólar.

Agora, por que diabos tantas pessoas negociariam uma ação que apenas movimentava 4 a 6 centavos por dia?

Bem, porque eles receberam um desconto por fornecer liquidez (ordens limitadas) nesse mercado.

A ação estava a um preço muito baixo, o que significava que não era necessária muita margem por ação. De fato, os HFTs estavam mirando o estoque, tentando entrar em uma ordem de limite (e sendo pago para fazer isso), então, fazem negócios com lucro de 1 centavo ou zero a zero.

Há duas coisas interessantes sobre isso. Primeiro de tudo, não é trade direcional.

Poderíamos ter um trade de bilhões de ações, mas, as pessoas no trade não se importariam com o rumo do mercado. Na verdade, toda a liquidez que eles “forneceram” impediu que o mercado fosse para qualquer lugar. Eles se importariam, principalmente, com sua posição na fila e o desconto (rebate, em inglês).

Em segundo lugar, esse número de negociação de ações era uma parcela significativa do volume total em todos os mercados. Então, quando ouvimos que 60% ou 70% ou 80% dos mercados são algorítmicos, isso não significa que ele esteja distribuído uniformemente em todos os mercados.

Esse tipo de negociação é conhecido como “desconto de arbitragem” (rebate arbitrage, em inglês) e a maioria, senão todas, das negociações de HFT é uma espécie de arbitragem de direção neutra.

Arbitragem

Arbitragem é o processo de tentar ganhar dinheiro com uma discrepância de preço. Ela existe há muitos anos e tem sido, tradicionalmente, o processo de aproveitar as diferenças de preço entre dois ou mais mercados.

Por exemplo, a Index Arbitrage está negociando um derivativo do índice, como os futuros do S&P 500, contra uma cesta de ações. Quando os futuros e as ações divergem demais (por exemplo, os futuros sobem, as ações caem), então ocorre uma oportunidade de arbitragem (vender os futuros, comprar as ações).

O risco para o trader é os instrumentos continuarem a divergir e ter duas posições perdedoras. Eles também têm taxas mais elevadas. É geralmente visto como uma maneira menos arriscada de negociar.

Apenas nos mercados futuros, existem todos os tipos de oportunidades de arbitragem, como spreads de calendário, que envolve a negociação de 2 ou mais contratos futuros, diferentemente datados, para o mesmo instrumento.

Há o “Crack Spread” – comércio de petróleo contra produtos à base de petróleo, como a gasolina.

Há o “Nob Spread” – negociação de Notas do Tesouro de 10 ano contra os Bonds.

Também há arbitragem entre os futuros de moedas e o Forex em dinheiro.

Nós poderíamos continuar e continuar, mas você entende, isso representa uma enorme proporção de trading.

Em resumo, é a arbitragem que mantém os mercados relacionados alinhados. De fato, à medida que a concorrência aumenta para oportunidades de arbitragem, a recompensa potencial por negociações de arbitragem fica cada vez menor à medida que as pessoas (ou ‘algos’) estão preparadas para passar na frente uma da outra e negociar uma discrepância cada vez menor.

Depois, há a nefasta “arbitragem de latência” na NASDAQ (não uma bolsa, mas uma rede de bolsas), onde uma empresa de HFT tentará ter o vínculo mais rápido entre duas bolsas negociando a mesma ação, e então se aproveitarão das discrepâncias momentâneas entre o preço nessas 2 bolsas.

Há também algo conhecido como “entupimento de fila”, que é quando uma empresa tenta desacelerar uma bolsa inundando-a com ordens de compra e/ou venda e cancelando-as. Se você puder desacelerar uma bolsa, o preço ficará atrasado e você poderá determinar a diferença. Encantador.

Sobre o assunto dos predadores, existem algoritmos predatórios que tentam farejar ordens maiores para “pisar na frente” delas ou “executá-las”, mais uma vez para ganhar um centavo.

Market Making

Os market makers fornecem grande parte da liquidez (ordens limitadas) que vemos no mercado. Na verdade, eles são contratualmente obrigados a fazê-lo. Eles assumem um risco, mas, se eles fazem seu trabalho corretamente, eles são recompensados.

É uma posição privilegiada no mercado. Eles mantêm os spreads estreitos e nos dão o “outro lado” para negociar quando queremos entrar e sair dos negócios. Mais uma vez, a maior parte dessa atividade é algorítmica e isso é realmente bom, pois, significa que há pouco atraso na disponibilidade de liquidez à medida que o preço se move.

Novamente, isso representa uma porcentagem decente do trading, que é algorítmico, mas, não particularmente predatório.

Outras Negociações Algorítmicas

Muitas plataformas oferecem a você a oportunidade de fazer pedidos de saída automáticos, uma vez preenchidos em uma posição, isso é um algoritmo.

Ambas as plataformas e as bolsas permitem que você tenha uma posição “iceberg”, isso é um algoritmo. As plataformas permitem dividir grandes ordens e enviá-las ao mercado, mais uma vez, um algoritmo, mas, em cada caso, a decisão de fazer o negócio era uma coisa humana.

Assim, quando se olha para a enorme quantidade de negociação algorítmica como uma porcentagem de todas as negociações, não presuma que isso é tudo “robôs que tomam decisões” ou “robôs que predizem o mercado”.

Como Tudo Isso Afeta Você?

As formas de trading que discutimos até agora são neutras em relação ao mercado, onde os players estão brigando por centavos ou são “pequenos ajudantes” para ajudar os traders a entrar em uma posição discricionária.

A presunção que muitos traders de varejo fazem é que esses “robôs” estão fazendo trade da mesma maneira que eles estão: fazendo jogadas direcionais no mercado, sendo melhores preditores de mercado do que um trader discricionário.Negociação direcional automatizada é o sonho de muitos traders de varejo, mas, há pouca evidência de que realmente foi alcançado.

Na verdade, se você olhar para os custos envolvidos na configuração da rota mais rápida entre duas bolsas para conseguir centavos em uma estratégia de arbitragem de latência, você deve se perguntar por que as empresas de HFT não apenas codificam uma estratégia de média móvel para comprar na baixa e vender na alta. Talvez seja porque é um exercício de futilidade.

Em termos de impacto, existem algumas maneiras pelas quais esse tipo de atividade pode afetar os traders comuns. Muitas dessas estratégias automatizadas são codificadas em torno do “risco zero”, sendo seu objetivo fazer um centavo ou sair do mercado no zero a zero.

Existe um termo conhecido como “fluxo de ordem tóxica”, que se refere a muitos pedidos que chegam ao mercado, colocando uma posição de HFT em risco de sofrer uma perda: não permitindo que eles saiam no zero a zero.

Portanto, essas estratégias estão à espreita de sinais de fluxo de ordem tóxica que entram no mercado contra eles, e nesse ponto eles sairão do mercado. É claro, quando muitos HFTs detectam isso ao mesmo tempo e tentam se desfazer de suas posições, eles se tornam o fluxo de ordem tóxica que eles mesmos estavam tentando evitar, e isso pode evoluir para um mini “flash-crash”.

Você pode obter movimentos repentinos em um mercado que faz muito pouco sentido e são causados ​​por liquidez (ordens limite) sendo consumida e trades sendo encerradas.

Depois, há a forma como a indústria de traders de varejo reagiu, vendendo sistemas e cursos de treinamento para rastrear ou superar “os algos”. Sempre houve um “eles” no trade, “eles” sendo a desculpa atual do porque você está perdendo dinheiro no trading.

Os “algos” são a melhor desculpa para o porquê não ser sua culpa você estar perdendo dinheiro, e muitos traders de varejo estão sendo enganados em gastar seu dinheiro para aprender como “vencer os algos”. Pense nisso, essas estratégias estão negociando por um tick, eles entram e saem do mercado num piscar de olhos.

Mesmo se você soubesse que um algoritmo estava sendo negociado em algum lugar, o que você faria? Tentaria tirar centavo deles? Existe alguma maneira de fazer isso antes de entrar e sair?

Claro que não.

Talvez o impacto mais perigoso que o trading algorítmico pode ter sobre o trader de varejo comum é fazer com que gastem milhares de dólares tentando resolver um problema que realmente não têm, tentando jogar “vença o algoritmo”, apesar do fato de não haver provas de que eles são a razão pela qual um trader está perdendo dinheiro.

Peter Davies

Peter Davies é trader e educador internacional, especialista em Order Flow além de ser fundador e CEO da Jigsaw Trading, uma empresa que produz uma das melhores plataformas operacionas do mundo, a Jigsaw Daytradr, utilizada por grandes mesas proprietárias. Atua como colaborador educacional em palestras e webinars pra a TopstepTrader, futures.io entre outros.
Fechar Menu