Quando o Trading Fica Fora de Controle…

Quando o Trading Fica Fora de Controle…

O que mais adoro no trading é que ele exercita o cérebro e a vontade. Envolve análise contínua e solução de problemas, e requer o desenvolvimento constante de habilidades baseadas em desempenho.

Tenho certeza que jogadores sérios de xadrez e pôquer desfrutam de benefícios similares. Converse com qualquer atleta de sucesso e você encontrará alguém que tenha se cultivado, não apenas seus corpos.

Há momentos, no entanto, em que o trading se torna um veículo para destruir a mente e a alma. Você não ouvirá corretoras, publicações sobre trading ou seminaristas falando muito sobre esse problema, porque seu objetivo comum é manter o público fazendo trading e comprando produtos relacionados.

Mas, como alguém que trabalhou com muitos traders, tanto independente quanto de empresas, vi esse problema com demasiada frequência: o trading se torna uma atividade viciante.

Ah, sim, coaches de trading e psicólogos vão falar em perder a “disciplina”, mas, raramente usarão a palavra que começa com “V”. Disciplina você desenvolve, vícios você se livra. Se você se livra de um vício no trading, lá se vai o coach.

Muitas vezes, no entanto, perdas de disciplina no mercado estão relacionadas a padrões de comportamento de vício.

Um vício ocorre quando uma atividade fornece uma forte fonte de estímulo que, com o tempo, a pessoa se torna psicologicamente, e, às vezes, fisicamente dependente.

Geralmente, rotulamos um comportamento como um vício quando as pessoas procuram a atividade mesmo diante de consequências negativas demonstráveis. É a incapacidade de interromper a atividade quando essas consequências interferem na vida que marca qualquer dependência.

Vamos ver os fatos:

* Segundo pesquisa citada pelo “National Council on Problem Gambling”, 2 milhões de adultos (1% da população) atendem aos critérios diagnósticos para o jogo patológico. Outros 4-8 milhões de adultos (2-4% da população) podem ser considerados jogadores problemáticos que estão enfrentando problemas diretos como consequência do jogo.

* Pesquisa em psicologia e psiquiatria relatada no “Oxford Textbook of Psychopathology” mostra que entre 14 e 16 milhões de americanos cumprem os critérios de diagnóstico para abuso ou dependência de álcool. Entre 4-6 milhões de americanos são dependentes de drogas ilegais.

* As taxas de abuso de substâncias entre homens de 18 a 44 anos são o dobro das da população em geral.

* Um histórico familiar de problemas com vício é um dos melhores preditores de risco para o mesmo. A influência dos pares é outro fator de risco significativo.

De acordo com uma revisão de pesquisa no Oxford Textbook, as taxas de depressão são significativamente maiores entre as pessoas com dependência do que na população em geral, com indicações de que as pessoas estão usando as atividades de vício para se medicar contra a dor da depressão.

* Vícios também são mais comuns entre indivíduos com déficits de atenção e problemas de hiperatividade e parecem estar relacionados à busca de sensações entre aqueles que necessitam de estímulo.

Mesmo se assumirmos que os traders não têm comportamentos de vício mais freqüentes do que a população em geral, as estatísticas nos dizem que é muito provável que um em cada dez traders tem um problema de vício diagnosticável.

Para o trader com déficit de atenção que não tolera o tédio ou a falta de estímulo, o trading fornece ação.

Para o trader que está deprimido, o trading pode fornecer uma fuga do eu e uma sensação de gratificação imediata.

Esses operadores precisam negociar e manter negociações quando não têm vantagem alguma.

Eles perdem seu dinheiro, geram experiências de fracasso para si próprios e criam dificuldades para suas famílias.

Para eles, não se trata de “disciplina” e de seguir regras de trading. É sobre como obter suas vidas de volta.E como receber o tipo certo de ajuda.

Se você ver algum aspecto de si mesmo neste retrato, faça a coisa certa. Por você e também para aqueles que amam você.

O trading deve expandir seu controle e autodomínio, não se tornar um instrumento para sua destruição.

Versão em inglês em: http://traderfeed.blogspot.com/2006/11/dr-bretts-heartfelt-plea-when-trading.html

Brett Steenbarger

Brett Steenbarger trabalha como coach de performance para gestores de carteiras de hedge funds e traders e é autor de The Psychology of Trading (Wiley, 2003), Enhancing Trader Performance (Wiley, 2006), The Daily Trading Coach (Wiley, 2009), e Trading Psychology 2.0 (Wiley, 2015). Escreve diariamente em seu famoso blog traderfeed.blogspot.com, onde aborda a psicologia no trading e nos mercados, enfatizando a aplicação em psicologia e finanças comportamentais.
Fechar Menu