Market Profile – Como Ele Pode Te Ajudar
market profile o que e como funciona

Market Profile – Como Ele Pode Te Ajudar

O Market Profile foi orginalmente criado por Peter Steidlmayer na década de 80. Sua sacada foi criar um gráfico onde, no lugar de barras e candles houvessem letras.

Cada letra corresponde a 30 minutos de negociação. E cada preço onde você encontra a determinada letra significa que, durante aqueles 30 minutos tiveram negócios naqueles preços.

Com isso, Steidlmayer criou uma forma diferente de mapear o mercado, mostrando áreas de valor e de rejeição de preços.

A construção desse Profile se dá a partir de 3 componentes que compõe o que é chamado de “TPO”.

Em inglês, TPO significa “Time-Price Opportunity”, ou, em uma tradução livre, tempo, preço e oportunidade.

Os componentes são:

  • Preço – este anuncia a oportunidade. Importante notar que preço e valor são coisas diferentes;
  • Tempo – este regula as oportunidades que foram anunciadas;
  • Volume – mede o sucesso de cada oportunidade que foi anunciada.

Um Exemplo Prático

Vamos comparar abaixo um gráfico de 30 minutos do dólar do dia 30/11/18.

Note que o gráfico de baixo que tem o TPO profile é muito mais completo. Fica fácil notar onde foram as áreas mais negociadas e por quanto tempo foram negociadas. Tempo importa!

Ao contrário do gráfico de candlestick clássico que está acima dele, onde vemos, somente, a flutuação dos preços.

Notamos, de forma fácil e clara, onde está a área de valor do dia, ou seja, a área onde compradores e vendedores concordaram em fazer negócios.

Podemos ver, também, quando houve desequilíbrio e o quão rapidamente foi retomado.

Área de Valor

Conforme o dia vai passando, a área de valor vai se formando e transformando.

A área de valor corresponde a 70% do volume negociado (linha pontilhada em amarelo).

Fica fácil notar que quando o mercado sai dessa área de valor ele tende a voltar para a área de valor.

Claro que, olhando o dia já terminado, fica fácil dizer que basta comprar ou vender quando o mercado sair do equilíbrio.

Como lucrar com a ajuda dessa ferramente é algo que falarei mais pra frente.

Originalmente, o TPO não mostra esses candles que você vê nos gráficos. Esses prints foram tirados da plataforma ProfitChart Pro e não tem outra configuração que não essa.

Se fizer uma pesquisa rápida no Google vai encontrar imagens mais fiéis ao TPO, porém, os candles não mudam em nada na leitura de mercado.

A banda superior da área de valor é a VAH (value area high, ou área de valor superior) e a banda inferior é a VAL (value area low, ou área de valor inferior).

A Relação Entre as Áreas de Valor

É muito importante na análise do Market Profile a relação que se forma entre as áreas de valor dos dias passados e presente. Cheque o gráfico do dólar abaixo.

Vemos que nos dias 28, 29 e 30 de Novembro as áreas de valor se mantiveram muito próximas e, se você negociou nesses dias, percebeu que o range de preços se mantiveram bem próximos.

O que isso mostra? Ora, a percepção de valor pelo mercado, durante esses dias, não mudou muita coisa. O equilíbrio entre vendedores e compradores se manteve em uma determinada faixa de preço.

Percebemos, então, que falta um combustível, uma notícia ou fato relevante que leve o mercado para um novo ponto de equilíbrio.

Agora vamos ver o que acontece quando sai uma notícia importante.

Note que no dia 3/12 tivemos um deslocamento da área de valor. Por que isso aconteceu? Porque no final de semana houve a reunião do G20 e o clima entre os EUA e China ficaram mais leves.

O mercado gostou, ficou mais calmo e encontrou um novo equilíbrio para o par Real x Dólar.

Observe a grande vantagem que você tem sobre quem não entende isso: caso no dia 3 algo acontecesse que fosse negativo para o Real, para onde o dólar iria?

Vamos supor que no período C, que, inclusive, corresponde com a abertura do mercado de ações, os investidores decidem tomar uma posição mais defensiva e comprar o Dólar.

Você percebe esse fluxo de compra quando o dólar já está no 3845.00 e pensa que está muito esticado. De fato estaria e o dia mostra que esse valor está bem próximo à máxima do dia.

Sabemos também que não houve nada de relevante no dia 3 para que o dólar subisse, por isso ele parou por ali. Porém, nessa suposição temos motivo para ver o Dólar subir.

O preço de 3845.00 realmente parece esticado, mas, quando olhamos a área de valor do dia anterior vemos que a VAH é de 3875.00.

Ou seja, estamos falando de um trade com potencial de desenvolver 30 pontos, talvez até um pouco mais se o mercado for com muita vontade.

Se você não souber disso vai, de repente, pegar 5 ou 6 pontos e achar que está bom. E de fato, um trade de 5 ou 6 pontos é algo muito bom, mas, por que não alongar um trade que tem potencial para mais do que isso?

Mesmo se você for extremamente conservador e for jogar logo na entrada da área de valor, na VAL, vai ver que esse valor é de 3855.00, um potencial de 10 pontos.

Claro que essa, como qualquer outra, não é uma ciência exata do trade, não é receita de bolo. São pontos de referência que podem fazer muito sentido dentro de algum contexto.

Contexto Importa

Essa palavra “contexto” muda tudo. Essas áreas de valor dos dias 28 a 30 de nada vão importar se uma terceira guerra mundial for anunciada.

O Dólar vai para 10 reais num minuto, porque o contexto pro Dólar agora é de pânico.

Sempre que estudar uma nova teoria de mercado, ou mesmo se estiver olhando uma teoria “já manjada”, leve em consideração o pano de fundo para a mesma.

Prevendo a Volatilidade

Uma outra vantagem ao se olhar essa ferramenta é conseguir prever, em algum grau, a volatilidade.

Uma área de valor muito grande mostra que houve grande volatilidade no ativo, enquanto uma pequena o contrário.

Analisando lado a lado os dias podemos ver a evolução da volatilidade, bem como podemos mapear a mesma cruzando a largura da área de valor com notícias.

Ou seja, vamos dizer que, na média, quando há fatos relevantes, a área de valor do dólar oscila 50 pontos e que quando o mercado está calmo oscile 25.

Aí o dia se inicia e você sabe que não há nada de interessante para acontecer. Então sabe, uma vez estabelecida a área de valor, que o mercado não vai sair muito dessa posição que se encontra.

E isso é uma grande vantagem, pois, sabe que se houver um rompimento de mínima ou máxima, não deve durar muito até a reversão.

Assim não vai perder tempo nem dinheiro tentando negociar um falso rompimento, por exemplo, enquanto nas salas de call do YouTube você verá locutores empolgados em seus simuladores.

Onde Comprar e Vender?

Bem, após esses exemplos fica nítido que as áreas boas para negócios são justamente fora da área de valor.

Parece contra-intuitivo num primeiro instante, mas, é onde está o sentido da coisa.

Se o mercado está trabalhando na área de valor, você não quer estar no meio dela negociando. Por que não?

Vamos olhar o dólar no dia 03/12 de uma forma diferente.

No gráfico acima eu configurei com 50 trades por candle. Note o horário entre 12h40 e 14h40 o que acontece dentro da área de valor.

É dólar pra cima, pra baixo, pra cima, pra baixo. Se você entrar em qualquer preço, comprado ou vendido, vai ser stopado pela volatilidade inerente da área de valor.

“Puts, devia ter segurado minha posição” ou “devia ter deixado um stop mais longo” serão frases que passarão na sua cabeça.

A verdade é que você nem deveria ter segurado a posição e nem deixado um stop mais longo. Deveria não ter entrado no trade nessa área.

Note que, depois do meio-dia, o dólar bateu 3 vezes na VAL antes de voltar pro centro da área de valor. Foram 3 oportunidade de entrada com menor risco.

Note também que no final do dia o dólar bateu na VAH e se sustentou acima dela. Se você fizesse esses 4 trades teria tido 3 gains e 1 loss.

Qual a grande sacada desses trades? Que a possibilidade de ganhos é muito maior que a de perda. Quanto você acerta a entrada o potencial é de 6, 7 ou até 10 pontos. Quando erra, logo vai ser stopado com 2 ou 3 pontos. Um payoff bem aceitável.

Isso não quer dizer que deva fazer trades mecânicos: comprar na VAL e vender na VAH. Lembre-se: são ponto de referência.

Quando o ativo chegar nessa área você olha seu comportamento. Se der sinais de reversão, compra/vende junto e olha sua conta engordar.

Mercados em Tendência vs. em Equilíbrio

Todos os dias que mostrei aqui são de mercado em equilíbrio. Fica fácil a visualização da entrada dos trades nas áreas de desequilíbrio (fora da área de valor).

E veja, em dias assim, pode confiar nas compras e vendas nessas áreas. Desde que não faça trades mecânicos, vai conseguir terminar esses dias onde aparentemente não há nada acontecendo com gain.

E como agir em dias de tendência? Primeiro precisamos identificar esses dias, olhe o gráfico abaixo.

O dia 13 de Novembro foi um dia bem clássico de tendência. Repare na configuração das letras como fica fácil identificar um mercado tentando se mover para cima.

Não só tentando como conseguindo. Se você comprou nesse dia, foi muito feliz.

Nesses dias em tendência é muito difícil definir um ponto de entrada e saída. Fica muito mais fácil olhando o dia já completo.

Quando o dia está se desenrolando a gente nunca sabe se está comprando o topo do movimento ou a metade dele.

Em dias como esse eu costumo esperar um pullback para ir às compras, principalmente se for um pullback na VWAP, que é um trade que costumo fazer bastantes em dias tendenciais.

Repare no tamanho da área de valor e a questão da volatilidade do dólar nesse dia. Mesmo sendo um dia de tendência dá para arriscar uma compra ou venda quando o mercado está em desequilíbrio.

Particularmente em dias assim eu não costumo me importar com a área de valor, visto que ela está sempre se deslocando por causa da natureza do movimento tendencial.

É diferente quando o ativo tem um movimento de alta ou baixa no início do dia e depois estabelece uma área de valor para negócios, como acontece no dia seguinte a esse.

Veja como o dólar abre numa continuação da área do dia 13, negocia por lá durante duas horas, e depois estabelece uma nova área de valor, onde negocia até o fim do dia.

O dia 14 não é de tendência, é um dia de distribuição normal, onde o mercado busca uma área de por lá fica. É muito interessante notar como é respeitada a região de valor as 14h30, 15h30 e 17h00. O Dólar toca as VAH e VAL e voltam.

Qualidade vs. Quantidade

Um ponto importante a ser falado é que estude bastante o mercado que for operar para entender onde estão as oportunidades.

Enquanto escrevia esse post fiz um bom trade. Vou compartilhar com vocês o gráfico e comentários.

Notem que no período E houve a renovação da máxima no 39,5. Eu esperei o ímpeto dos compradores terminar e vendi no 37,5. Mais que rapidamente o mercado voltou ao seu equilíbrio e zerei o trade no 33,5.

Se eu não estivesse escrevendo esse post e estivesse mais concentrado, eu teria segurado pelo menos até os 30. Como ninguém fica mais pobre ganhando dinheiro, fiquei satisfeito com o trade.

Como eu determinei minha entrada? Mercado fora de equilíbrio, fim da força compradora. Foi meu primeiro trade do dia e durou 5 minutos, das 11h05 as 11h10.

Quando comecei no trading a essa hora eu já tinha uns 12 negócios na conta. Hoje só fiz 1, com gain e qualidade.

Isso que é legal quando olhamos para o Market Profile: paramos de fazer trade besta e esperamos o trade vir até nós. E acredite, ele sempre vem.

Troque cliques ansiosos por cliques inteligentes.

Espero com esse post elucidar algumas questões com relação ao Market Profile e o gráfico TPO.

As informações aqui passadas foram bem básicas e introdutórias, sugiro a continuação do estudo para quem tem interesse. Nem falei da importância do volume para cada letra do gráfico, nem do POC e nem diversas outras coisas.

Sr. Market Profile

Não deixem de acessar o site https://jimdaltontrading.com/

Jim Dalton é um trader experiente e referência no Market Profile. Faz inúmeros Webinars de altíssima qualidade de informação.

Escreveu o livro Mind Over Markets, leitura que recomendo para quem quiser se aprofundar no assunto. Vale observar que o livro está um pouco desatualizado com o que o próprio Jim ensina hoje em dia.

Mesmo com uma idade mais avançada ele continua estudando o mercado e aprimorando sua leitura do mesmo. De qualquer forma seu livro é o melhor ponto para iniciar os estudos na área.

O Jim é muito disponível e vai responder a seu e-mail se quiser saber mais sobre o que mudou.

Atualização de Última Hora

Estava preparando o post para ir ao ar e me deparei com o gráfico abaixo.

Algo aconteceu durante essa última hora que mudou o humor dos investidores. O mercado agora está em desequilíbrio?

Olhando para o dia como um todo, sim. Sabendo da nova notícia, não. Devo vender? Não!

Para o mercado ter buscado esse novo preço, algo muito relevante aconteceu. No momento eu não sei o que é e nem é importante. O importante é a didática.

Olhem para a barra de volume do período M, como ela é grande, a maior do dia! Volume valida movimentos, lembre sempre disso!

Veja como o mercado agora está operando no limite da VAL do dia 30 de Novembro. Interessante, não?

Outro ponto: hoje foi um dia em que tivemos muitas oportunidades de compra de venda na VAL e VAH com gain. Lembra o que eu disse? Quando for para dar errado, vai ser stopado rápido.

Se fosse um dia que tivesse passado só fazendo esse tipo de trade, teria tido somente 1 stop no período M e muitos gains. Lembrando que não devemos fazer isso mecanicamente: analisar sempre o comportamento do ativo nessas áreas e esperar a reversão (no caso do período M, os YouTubers estão em êxtase).

Ainda pode haver uma reversão desse movimento, como não sei o que está acontecendo não posso tomar uma atitude bem pensada. Agora estou só olhando e imaginando o que pode ter acontecido.

Guilherme Farina

Guilherme Farina foi aluno da Formação Day Trader Pro e hoje faz parte da equipe DTP. É formado em Administração de Empresas pela PUC-SP e pós-graduado em Economia pela FGV-SP. Empresário desde 2009 e investidor no mercado financeiro desde 2005, iniciou sua carreira como day trader em 2017. Hoje é um grande estudioso da área e se define como "um trader em eterno processo de aprendizado".
Fechar Menu