Como Eliminar Nossos Piores Hábitos no Trading

Como Eliminar Nossos Piores Hábitos no Trading

Numa pesquisa com traders da SMB Capital, Mike Bellafiore reportou, recentemente, que o problema número um que eles tiveram durante o ano passado foi forçar os trades.

Ou seja, eles falharam em esperar que as negociações fossem configuradas corretamente e, ao invés disso, tentaram executar os padrões que estavam buscando.

Bella, então, ofereceu três ideias para os traders que buscam melhorar sua paciência e reduzir o trades forçados.

Essas ideias incluem fazer o trader log, estudar o seu “Playbook” de melhores negócios e fazer pausas para falar com outros traders.

Observe como todas essas estratégias envolvem tirar o nariz da tela, recuar e ganhar perspectiva.

O que os operadores estão trabalhando é autocontrole. Geralmente, eis o que acontece quando os traders forçam os trades:

1) Ocorre uma situação em que o trader se personaliza de alguma maneira. O mercado se move e o trader se culpa por perder o movimento. Ou, o trader é stopado e está preocupado em ter uma perda.

A situação faz com que o trader se concentre nos lucros e perdas, em si mesmo e não mais focado no mercado. Isto é muito importante.

Problemas psicológicos no trading normalmente começam com uma mudança de foco e uma perda de foco no mercado.

2) A personalização da situação leva a uma reação emocional. Geralmente essa reação é de frustração, medo ou excesso de ansiedade/confiança.

Essa reação emocional representa a resposta de luta ou fuga do corpo a uma emergência percebida e nos leva a agir em vez de permanecermos pacientes.

Uma vez que personalizamos uma situação, não se trata mais de trading.

3) A reação emocional leva à tomada de decisão reativa. Por frustração ou medo, fazemos trades que não devemos, abandonamos bons trades, etc.

Muitas vezes, quando revisamos a situação após o fechamento do mercado, nos perguntamos como poderíamos ter sido tão tolos.

A decisão do trading não foi feita por razões do trading, foi feito para administrar a crise em que nos metemos.

Uma vez que compreendamos essa sequência de três etapas, podemos nos tornar mais conscientes de nossos próprios padrões e interrompê-los antes que eles levem a decisões e ações ruins.

Por exemplo, eu sei no meu próprio trading que, uma vez que estou pensando em mim mesmo, em meu histórico, em meu L&P no dia, não estou no foco correto.

Nesse ponto, o foco precisa mudar do mercado para o meu próprio processamento de eventos.

Ao respirar profundamente, diminuir a velocidade, colocar a situação em perspectiva e voltar ao mercado com novos olhos para as oportunidades, evito que o problema inicial gere uma bola de neve.

Frequentemente, reconhecemos nossos padrões de problemas identificando pensamentos e/ou sentimentos negativos chave: aqueles que se repetem em situações de mercado.

É quase como se um roteiro estivesse se desenrolando em nossas cabeças.

Quando vemos o roteiro como o problema, não o mercado, não apenas nos abrimos à paciência, também criamos uma situação em que podemos usar nosso tempo em paciência para reforçar formas novas e construtivas de processar os resultados do mercado.

Versão em inglês: http://traderfeed.blogspot.com/2017/01/how-to-break-our-worst-trading-habits.html

Brett Steenbarger

Brett Steenbarger trabalha como coach de performance para gestores de carteiras de hedge funds e traders e é autor de The Psychology of Trading (Wiley, 2003), Enhancing Trader Performance (Wiley, 2006), The Daily Trading Coach (Wiley, 2009), e Trading Psychology 2.0 (Wiley, 2015). Escreve diariamente em seu famoso blog traderfeed.blogspot.com, onde aborda a psicologia no trading e nos mercados, enfatizando a aplicação em psicologia e finanças comportamentais.
Fechar Menu